segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Própria Escolha


Quando crianças, somos totalmente influenciáveis, não questionamos muito, alguns permanecem assim até a fase adulta, outros não. Quando estamos nos desenvolvendo, e demonstrando os primeiros detalhes da nossa personalidade, não sabemos direito o que queremos por perto e o que queremos manter distancia, vamos evoluindo e às vezes percebemos que na verdade queremos alguém tão longe, só por essa pessoa não sair de perto, pelo simples fato de morar dentro de nós, o tempo vai passando, criamos afinidades com pessoas, coisas e lugares. Sabemos das nossas escolhas e que cada uma delas reflete em alguma coisa. Com certeza nossas escolhas vão dizer para onde iremos, porém me questiono quando vamos saber o que queremos realmente? De vez em quando precisamos pisar na bola, saber o que te faz bem ou mal, não faz muita diferença, e que fique bem claro que isso só se aplica para este caso, afinal o que tu tens no coração não sai de dentro dele de uma hora para outra, e por tempo indeterminado essa pessoa vai morar ali.
Tenho vontade de vida, e sei que para viver em plenitude tenho que me desapegar das coisas que não me fazem bem, saber eu sei mais quem disse que eu quero? Eu até que gosto do que não me faz bem, gosto porque assim aprendo e cresço, e agrego todas aquelas coisas que todo mundo já sabe, é um direito meu, por mais que no fundo eu saiba o que é o certo, eu prefiro ir pelo errado, afinal ninguém é perfeito, muitas vezes persistimos no mesmo erro, mesmo sabendo que não nos faz bem, a vida nos proporciona sempre dois caminhos e eu já perdi a conta de quantas vezes fui pelo errado, e não me julgo mais por isso, acabou o tempo em que eu me martirizava por essas coisas, agora faço o que eu quero, a hora que eu quero, tenho opinião suficiente para isso, afinal só se sabe o que é bom depois que se conhece o ruim, em contra partida, um conselho amigo é sempre bom, nos faz enxergar as coisas por outro ângulo, assim como o mar temos nossos tempos de tormentas e de calmarias, confesso que prefiro os de tormentas, gosto do sossego, mais adoro aquela ansiedade, aqueles questionamentos incontroláveis que só surgem quando as coisas estão tudo ao avesso, afinal da mais emoção, parece que vale mais a pena, mais tudo com muito cuidado, afinal ninguém gosta de sofrer, esse cuidado vem sozinho, não podemos criar paranóias. Nas tormentas, nos metemos nas maiores furadas, insistimos na pessoa errada e no lugar errado, são todos efeitos de uma ilusão criada por nós mesmos, temos que nos permitir a esse tipo de coisa, nem sempre vai ter um bonito dia nos esperando, nem sempre vamos receber o mesmo abraço que estamos dispostos a dar, às vezes nem vamos ter o valor merecido, coisas da vida, afinal ninguém ta livre disso. Nos tempos de calmaria, precisamos jogar fora o que não nos faz bem, incluindo as pessoas, devemos separar o que presta e o que já não faz sentido e nem acrescenta em nada, para identificar isso é moleza, é só pensar um pouco, sabemos o que faz bem ao coração e o que não faz, agora cabe cada um a escolha que faz, por mais difícil que possa parecer, no fundo todos sabem o que realmente queremos e aonde queremos chegar, todo mundo precisa um pouco de melancolia, mais na dosagem certa, nada demais, nem nada de menos, um pouco e só. Nessa fase de calmaria, sentimos prazer em tudo, em acordar, em um dia de sol, ao escutar tal música, ao sair com os amigos, é prestar atenção naqueles detalhes que só nós sabemos que faz toda a diferença pro nosso interior, estar em paz consigo mesmo, estar com a pessoa certa, ou estar sem ninguém, apenas esperando a pessoa certa chegar, é admirar naqueles na nossa volta as suas maiores qualidades, e tolerar os defeitos, tolerância é para poucos, só é tolerante quem é muito bem resolvido consigo mesmo, dar abraços e um bom sorriso sem hesitar é a melhor coisa que possamos fazer a qualquer pessoa, só encontramos aquilo que queremos se assim fizermos por merecer, só encontramos felicidade se dela eu dividir. Todo mundo deve se permitir se perder um pouco na vida, temos esse direito, ser sempre bom é tão sem graça, monótono e previsível, nos permitir é um autoconhecimento, um aprendizado que ninguém nessa vida pode te ensinar ou te mostrar.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Tempo Exato


Voltar atrás, fazer as coisas darem certo! Tudo é uma questão de querer, uma questão de vontade própria, é estranho quando alguém nos diz que nunca é tarde, ou que ainda temos tempo, difícil de acreditar, até mesmo porque fomos criados assim, ninguém é cheio de esperança e otimismo o tempo inteiro, acreditamos que as coisas podem dar certo sim, temos esperança que é diferente, me questiono até em que ponto temos o "nunca é tarde" é valido? Cada um passa pelas coisas que tem que passar, nada é atoa, e não existe coincidência, acredito que tudo é do jeito que tem que ser, as coisas tomam o rumo que tem que tomar, não tem como evitar, podemos mudar a rota, desviar o caminho, mais o que é para ser nosso, vai ser, e mudar a rota, desviar o caminho não vai adiantar nada, vai adiar. Realmente nunca é tarde demais para NADA, sempre existe um jeito novo para um novo começo, porém acredito que certas pessoas duram o tempo certo nas nossas vidas, estamos acostumados a viver de fases, as vezes estamos por cima, as vezes por baixo, depende de diversos fatores, e de estarmos tão acostumados a vivermos de fases, deveríamos estar acostumados a trocarmos de pessoas, não digo perder, pois acho que perder é uma palavra muito forte, acredito que existe apenas um "até logo", assim como as fases, as pessoas entram na nossa vida e ficam o tempo certo, o tempo necessário, e se estamos acostumados com mudanças essa troca de pessoas esta incluído nessas "mudanças da vida", quem te faz um bem enorme hoje, amanhã pode apenas te fazer bem, ou pode te fazer mal, as vezes parece que o mundo acaba, apenas por um termino de relacionamento, amizade, ou uma perda! Acho que isso faz parte do nosso crescimento, nosso crescimento psicológico, nosso crescimento de vida, ninguém vem atoa nesse mundo, não gostamos de certas pessoas atoa, tudo tem um porque, e todo fim, por pior que seja é sempre bom, o fim de um relacionamento com uma namorada, um amigo, alguém do trabalho é apenas o começo, o começo de um novo ciclo, e o que te faz chorar hoje, vai te trazer uma vaga lembrança no futuro, e por mais que a tristeza acompanhe esse termino, em um futuro breve ela ira desaparecer, pode ser que fique durante dias, meses ou anos, mais vai chegar um dia que essa ferida estará fechada e que realmente damos o amor que merecemos para nós mesmo, o amor próprio. É tempo de recomeçar, tempo de redenção, cada partida faz parte, vivemos de mudanças, temos que nos acostumar com isso, pegue para sua vida o que te faz bem, tire um proveito do aprendizado que alguém te deu, pode parecer clichê, mais realmente nunca é tarde para ser feliz, viver tranquilo de braços abertos para a vida! A vida não se resume no HOJE, ainda vamos ir a lugares diferentes, conheceremos novos sentimentos, novas pessoas, e esse ciclo de mudança não vai acabar, desapegue daquilo que te faz mal, ou daquela lembrança que ainda faz você perder a base, é uma escolha, cada um tem o direito de escolher o que quer para a vida e isso inclui a própria felicidade, por mais que seja triste se afastar de alguém, acredito que a relação teve o tempo certo, o tempo certo para a vida nos mostrar novas visões, novos ideais! Não temos com o que se preocupar, aproveite quem está do teu lado agora, e deixe livre, não somos donos de ninguém, e todo mundo é capaz de ser feliz independente das pedras do caminho, ter fé, ter um ideal, viver tranquilo, de mente aberta, disposto a mudanças, e saber que as pessoas que temos hoje, vão ficar o tempo necessário com nós, que nossos relacionamentos tanto de amizade quanto amorosos, vão ter um prazo de validade, vamos amar o tempo que for preciso, até vermos que essa nossa pessoa já não é tão amada já não nos faz tão bem, devemos olhar fixamente para frente e abrir o coração para o que vida preparou para cada um, quem tem um coração bom, não tem com o que se preocupar, deixa as coisas acontecerem, é ação e reação, fazer por merecer, e o principal... Entender o tempo das coisas e das pessoas. Cada pessoa ou circunstancia entra, faz a diferença na nossa vida, e dura o tempo certo!

domingo, 25 de abril de 2010

Válvula De Escape


Quanto mais eu durmo menos problemas eu tenho?
Parece que fomos programados para que toda vez que derrapamos em algo ou em alguém, achamos uma maneira de fugir, simplesmente fugir do problema, da situação ou fugir da tal pessoa! Poderia eu falar que a maneira certa é dar a cara a tapa e ir sem medo de arriscar! Convenhamos... Quase ninguém faz isso, e não é por medo não, e sim por comodismo, to tão acostumado a tapar o sol com a peneira, porque eu vou literalmente achar uma solução pra tudo? Ninguém tem essa necessidade, mesmo sabendo que o certo seria fazer isso, quase ninguém faz. Tem gente que prefere dormir, e esquecer nem que seja por algumas horas das coisas que estão acontecendo, tem gente que prefere recorrer aos seus próprios poderes e sozinho se ergue mesmo não solucionando o seu problema mais será que da certo? Você é tão egoísta assim que consegue sozinho? Agora tem gente que curti com mais intensidade o final de semana, tem aqueles que usam a sua namorada (o), e tem aqueles que recorrem aos amigos, família? Acho difícil, vai me dizer que tua mãe e teu pai sabem TUDO ao seu respeito? Duvido! Mais isso não importa, a questão é que cada um tem sua “válvula de escape” pra quase tudo, uns usam ela com mais inteligência que outros, ninguém ta livre de problemas e ninguém vive feliz eternamente, infelizmente sempre tem aquela pedra no caminho, e fugir não faz de ti uma pessoa covarde, ninguém nesse mundo resolve tudo como se deve resolver, todo mundo tem muita coisa pra se preocupar, estudos, trabalho e pessoas, afinal você se importa com quem esta do seu lado, e por tanto compromisso, não conseguimos mergulhar de cabeça nas incertezas que ao longo da vida aparecem, nunca nada nem ninguém vai explicar as emoções que vivemos diariamente, se tratando de pessoas eu duvido de qualquer estudo já feito, duvido da ciência! Todos temos jeitos diferentes de pensar, de agir e de sentir, quando a gente acha que já chegamos no limite, no fundo do poço, é só passar algum tempo, que olhando pra trás vemos que aquele problema hoje em dia é tão pequeno, e que você tem um bem maior em suas mãos, é deixar o tempo passar e agir por ele mesmo, não adianta, tem certas coisas na vida, que nunca vamos ter certeza, e uma delas é o nosso limite, até quando eu aguento um problema? Até quando você aguenta? ninguém sabe.
Fomos criados assim, nossos pais nos ensinam a crescer na vida e encarar os problemas, mais não seguimos isso a risca, tem certas coisas que preferimos deixar passar, porque é melhor para o nosso amor próprio, é melhor pra circunstancia, é melhor “se fazer de louco”.
De uma coisa eu sei, ninguém vive sozinho! Precisamos de pessoas, e ninguém ta a passeio nesse mundo, todo mundo precisa de família, de amigos e precisa amar alguém, quem diz que consegue viver sem isso numa boa, sinto pena porque nunca vai entender por completo o sentido de muitas coisas, tudo são complementos, quem é medíocre de alma aceita viver com esses três fatores pela metade, agora quem é malandro e inteligente, sabe que viver com esses três fatores por completo é melhor ainda, então não tem porque viver e acostumar se com as coisas pela metade, se auto avalie e peça pra você mesmo as coisas que tem que estarem completas, só assim você consegue passar pelas barreiras que a vida te oferece de cabeça erguida, ou pra enfrenta las ou pra dar aquela fugida. Você pode deixar passar o problema, o que você não pode deixar passar são as pessoas.

Lucas Medina Mainardi

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Simples Para Mim


O que realmente é importante pra nós? O que realmente faz bem ao coração? É um papo tão chato, tão clichê, porém mesmo tentando tratar de outro assunto no primeiro post, não consegui.
Não que isso seja culpa da idade, ser velho não é sinônimo de maturidade, a gente só cresce e evolui quando realmente aprende a tirar algo de cada situação e agregar isso aos nossos costumes, opiniões para então pode colocar em pratica a tal "maturidade", que infelizmente parece tão longe às vezes, é estranho a cada ano que passa você se senti mais maduro, mais seguro, porém é só tropeçar na primeira pedra pra tal autoconfiança ficar abalada, ninguém nessa vida sabe o suficiente, não estou falando de inteligência, e sim de coração, não existe coisa melhor do que deixar o coração em paz, o que uma pessoa tem de melhor é o coração, é tão bom ir para o trabalho caminhando, e no balançar de uma árvore você olha e derrepente lembra algo da sua vida, todo mundo tem seus "flashbacks" ninguém acha que algo teve um "final feliz", sempre pensamos em novas possibilidades mesmo que seja inútil, porque sabemos que uma paixão de adolescente não tem mais volta, ou que aquela festa poderia ter sido mais divertida caso você fizesse algo ao contrário, pensamos tanto na vida, chegar a um ponto, aonde o coração esta tranquilo e feliz, é o maximo! Acabamos caindo na real, não temos mais 13 anos, aonde a nossa preocupação era fútil, falar mal de alguém ou agir de má fé era rotina, e fazíamos isso não porque somos ruins e sim infantis e inocentes, depois que crescemos e ganhamos um pouco de maturidade vemos que viver a nossa vida, sem dar a mínima bola para o julgamento errado de pessoas que não tem o nosso afeto é a melhor coisa que tem, conseguir sorrir, mais sorrir com sinceridade, cuidar de quem se ama, estar em paz consigo mesmo, e finalmente viver. É tanta burrice se meter em fofocas, viver em função do que não te faz bem, não vale a pena. "Brilhando em vida, Sorrindo à toa
Só vibrando amor e paz" não tem frase melhor que essa, ainda da tempo de ir no banheiro lavar o rosto e com a água tirar todas as impurezas e má pensamentos que tem dentro de ti, como falar de alguém que você não gosta ou simplesmente detesta apenas pelo fato dessa pessoa ser o que você sempre quis ser, o importante é viver tranquilo, sentir saudade e dar e receber abraços, deitar a cabeça no travesseiro e pensar nas pessoas que você ama e ter a certeza que você esta no caminho certo, é garantia de uma ótima noite de sono e de uma vida plena, é tão simples é tudo uma questão de amor próprio, ou você é feliz ou vive de estupidez.


Lucas Medina Mainardi